Botujuru: todos os alunos do ensino fundamental estarão em período integral

Bertaiolli conheceu as instalações durante visita com a imprensa. Atendimento educacional no bairro foi totalmente reestruturado com a entrega do Cempre neste sábado.

02/03/2012

O Cempre Prof. José Limongi Sobrinho, no Botujuru, que será entregue neste sábado (03/03) às 11 horas, transformou o atendimento educacional no bairro. A grande novidade é que todos os alunos do ensino fundamental (1º ao 5º ano) serão atendidos em período integral. Com a nova unidade, foi possível aumentar o número de vagas da educação infantil à educação de jovens e adultos, inclusive no ensino médio.

"Conseguimos no Botujuru a excelência em qualidade do ensino. É um complexo escolar que nos dá orgulho em entregá-lo para a comunidade. Tenho convicção de que não existe escola particular que tenha a mesma qualidade de ensino que oferecemos aqui”, comentou Bertaiolli durante visita na unidade na manhã desta sexta-feira (02/03).

A construção de mais de 3 mil m2 com investimento de R$ 6.841.554,57 impressionou os representantes da comunidade que estiveram acompanhando a visita, que também contou com a presença da imprensa e vereadores. “Esta administração inovou o nosso bairro, nossa comunidade. Meu bairro agora é uma cidade”, disse Maura de Oliveira, moradora do Botujuru há 22 anos. Para Avanir Maria Barbosa Melo, este foi um sonho realizado. “Este prédio é para marcar história, é um sonho do pessoal há muito tempo”, disse.

O Cempre Prof. José Limongi Sobrinho trará mais opções de lazer, esporte e cultura para a comunidade do Botujuru. Desde novembro de 2011, o Ginásio Poliesportivo já é utilizado. O auditório ampliará a possibilidade de eventos artísticos e culturais. “Este é um complexo cultural e esportivo que estará a disposição da comunidade aos finais de semana. Amanhã , com a entrega do prédio, este espaço passa a ser da comunidade, que deve estar envolvida para cuidar de seu patrimônio”, afirmou o chefe do executivo.

Educação integral em tempo integral
O Cempre trouxe para o bairro o atendimento de alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental em período integral. Até 2011, os alunos deste nível de ensino eram atendidos na Escola Municipal Profª Ana Maria Barbosa Garcia e nas escolas estaduais José Ribeiro Guimarães, em frente ao novo Cempre e Francisco de Souza Mello, localizada na parte alta do bairro.

Em 2012, 720 alunos poderão ser atendidos no Cempre. “Estamos recebendo gradativamente os alunos da parte alta do bairro e objetivo é atender a todos os alunos do 1º ao 5º ano em período integral. Atualmente estamos transportando 51 alunos que moram a mais de dois quilômetros de distância da escola”, contou Maria Geny Borges Avila Horle, secretária municipal de Educação, que apresentou a estrutura da escola aos visitantes. As aulas em período integral começam na segunda-feira (05/03).

Mais vagas em período integral na educação infantil
O atendimento em educação infantil em tempo integral do bairro também cresceu com a chegada do Cempre. A EM Profª Ana Maria Barbosa Garcia passou a atender educação infantil em período parcial, possibilitando que todo o atendimento do CEIM Dr. Argeu Batalha fosse em tempo integral.

Outra novidade é a nova creche que está sendo construída no bairro para atender a antiga reivindicação das mães da parte alta do Botujuru que precisam de atendimento em período integral. A creche segue o mesmo padrão das 29 unidades entregues e oferecerá 110 vagas. Com a reorganização da educação infantil, o Botujuru passou a ter em 2012, 328 alunos em período integral nesta fase do ensino, superando os 162 que eram atendidos em 2011.

Ensino médio no bairro
Os alunos mais velhos também não ficaram de fora da reestruturação educacional do bairro. Com a ida das classes do 1º e 5º ano do ensino fundamental para o Cempre Prof. José Limongi Sobrinho, as escolas estaduais ampliaram o número de vagas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e também no ensino médio.

“Antes os alunos de ensino médio estudavam na Escola Estadual Sebastião de Castro em Cezar de Souza, com a implantação desta modalidade de ensino na escola José Ribeiro Guimarães, eles poderão completar os estudos no próprio bairro. Toda essa mudança, é um planejamento estratégico que fizemos para melhorar o atendimento educacional no Botujuru”, explicou Maria Geny. O novo Cempre também atenderá Educação de Jovens e Adultos ciclo I e se houver demanda de alunos, poderão ser abertas turmas do ciclo II. (KCB)